OMOLU Babylook

Disponibilidade: Em estoque

R$49,00

Descrição Rápida

Atotô Ajuberô! Saudamos o orixá da Saúde e da Doença, da Vida e da Morte. Pela mitologia nagô sua mãe estrangeira o abandonou doente de varíola na praia, território de Iemanjá, que se compadeceu e o adotou, cobrindo suas feridas com pérolas; e o alimentou em seu seio de Grande Mãe. Seu irmão adotivo Ogum deu-lhe palhas para esconder seu corpo cheio de marcas.

* Campos Requeridos

R$49,00
OMOLU Babylook

Mais Visualizações

Detalhes

Nanã é deusa jeje (estrangeira) oriunda do Daomé – sec. XVIII (atual Benim). Esse povo sequestrou os nagôs e os vendeu aos europeus, que também os escravizaram, trazendo-os juntos para o Brasil, Haiti e Cuba. A convivência forçada provocou o sincretismo. Por isso todos os orixás jejes usam palha (típica de rituais daomeanos) e são parentes entre si e/ou frutos de relacionamentos com as deidades nagôs. No caso Nanã foi quem abandonou Omolu doente, pelo horror a temida varíola, que dizimou a Ìndia e a Àfrica desde antes da era cristã. Conta a lenda que Omolu cresceu introspectivo e magoado com as pessoas. Iansã, percebendo sua dor, soprou as palhas que o cobriam para que todos vissem sua beleza física, ao menos uma vez... O Xaxará é a sua ´insígnia” e representa a vida contida nas cabaças. Os búzios “são” o mistério da vida (usado em oráculos) e também o dinheiro, este resultante de colheitas abundantes, estimuladas pelo encantamento das sementes, domínio mítico de Omolu. O deus se enrola em brajás, correntes de búzios montados em escamas, representando as serpentes que o seguem nas matas, onde busca ervas de cura, conhecimento adquirido com seu irmão (?) Ossaim. Por isso, na umbanda Omolu é o Médico dos Pobres, que cura com benzeduras e garrafadas medicinais. Pela afinidade com a morte, seus rituais e oferendas estão ligadas a cemitérios e almas. Impressão com brilho suave. As legendas em português e Inglês incluem Brasil – Rio de Janeiro. Acompanha sempre simpática embalagem.

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.